Asma, como viver com a doença?

Desde os meus três anos que tenho asma e por mais que a doença tenha evoluído favoravelmente com a idade , o Inverno é a estação do ano, por excelência, em que esta doença gosta de se manifestar. Com as descidas das temperatura e um aumento da humidade no ar, surge a pieira e a falta de ar.

A asma é uma doença respiratória crónica causada pela inflamação das vias aéreas, que afecta pessoas de todas as idades, culturas e localizações geográficas, estimando-se que atinge cerca de 300 milhões de indivíduos em todo o mundo. Apesar dos esforços para reduzir a sua morbilidade e mortalidade, a doença parece estar em ascensão, especialmente entre crianças. Efectivamente, a asma é a doença crónica que mais rapidamente tem aumentado no mundo ocidental, afectando cerca de 6% dos Europeus. Estima-se que em Portugal existam cerca de 600.000 asmáticos.

Embora a asma seja uma doença conhecida desde a Antiguidade, no início do século XXI continua a constituir um desafio para médicos e investigadores.

A asma causa episódios recorrentes de sibilos, falta de ar, opressão torácica e tosse, particularmente à noite ou de manhã cedo. Na asma, as vias aéreas cronicamente inflamadas são hiperreactivas. Tornam-se obstruídas, limitando o fluxo aéreo (pela broncoconstricção, pelos tampões de secreções mucosas e pela inflamação aumentada) quando são expostas a vários factores de risco.

Os factores de risco habituais incluem a exposição a alergénios, tais como:

  • ácaros domésticos (na roupa de cama, nos tapetes e nos estofos felpudos), animais com pêlo, baratas, pólen e mofo;
  • irritantes ocupacionais;
  • fumo de tabaco;
  • poluição aérea;
  • infecções respiratórias;
  • exercício, emoções fortes;
  • irritantes químicos e medicamentos (tais como aspirina e beta-bloqueadores).

A asma pode ter um impacto significativo na qualidade de vida dos doentes e pode ser uma causa importante de absentismo escolar e laboral. Embora não haja cura para a asma, esta doença pode ser tratada e controlada, permitindo que a maioria das pessoas leve uma vida produtiva e activa.

 

1 thought on “Asma, como viver com a doença?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *