Festivais de verão!

Música, sol e mar, festa todas as noites e 850 km de praias: é uma das melhores combinações nos festivais de música em Portugal. Mas há outros programas em que as sonoridades tranquilas se aliam ao património histórico ou aos ambientes campestres numa mistura perfeita.

MEO Marés Vivas – 19 a 21 de julho

Em Vila Nova de Gaia encontramos o festival MEO Marés Vivas, que acontece entre 19 a 21 de Julho e que nos oferece música à beira mar. Vila Nova de Gaia é conhecida pela grande extensão de praias que a caracterizam, representando uma das atrações turísticas com mais procura, principalmente, no verão.

MEO SUDOESTE – 6 a 10 de agosto

Mais a Sul, na costa alentejana, encontra-se a Zambujeira do Mar, onde acontece um dos festivais mais jovens de Portugal – o MEO Sudoeste, que ocorre de 6 a 10 de agosto. Este festival vive em plena consonância com a natureza e, por isso, apresenta-se como uma experiência que põe à prova os seus limites.

EDP Cool Jazz – 9 a 31 de julho

O EDP Cool Jazz é um dos poucos festivais onde os géneros musicais predominantes são o Jazz, o Blues, o Soul e o Funk. Este festival acontece entre 9 a 31 de julho em dois locais: no Parque dos Poetas e no Jardins do Marquês de Pombal.

Sumol Summer Fest – 5 e 6 de julho

O Sumol Summer Fest, na Ericeira, já foi um festival de reggae e outras especialidades jamaicanas. Nos últimos anos, no entanto, assumiu-se como um festival para um público maioritariamente adolescente e reinventou-se com um cartaz mais virado para o hip-hop, electrónica e respectivas derivações.

NOS Alive – 11 a 13 de julho

Nenhum festival português tem a dimensão do NOS Alive. É o que dizem os números: a quantidade de bilhetes vendidos (e o preço dos mesmos), o número de palcos, o volume de concertos, até os cachês dos principais artistas. Mas para além desses valores encontra-se um cartaz diverso. Entre os principais nomes confirmados para a próxima edição destacam-se The Cure, Weezer, Ornatos Violeta, Vampire Weekend, Cut Copy, The Smashing Pumpkins, The Chemical Brothers, Bon Iver e Thom Yorke, entre muitos e muitos outros.

Super Bock Super Rock – 18 a 20 de julho

Depois de quatro edições no Parque das Nações, em Lisboa, em 2019 o Super Bock Super Rock volta a realizar-se na Herdade do Cabeço da Flauta, no Meco – onde já tinha estado entre 2010 e 2014. Entre os nomes confirmados para esta 25ª edição destacam-se Lana Del Rey, Cat Power, The 1975 (dia 18), Phoenix, Calexico and Iron & Wine (19), Migos, Janelle Monáe e Disclosure (20), entre outros.

Vodafone Paredes de Coura – 14 a 17 de agosto

Não há muitos festivais como o Vodafone Paredes de Coura. Sobretudo desta dimensão. O que começou por ser um pequeno festival junto à Praia Fluvial do Taboão, em 1993, é hoje um dos maiores eventos do género e uma instituição nacional. No entanto, o essencial não se perdeu. Continua a ser o mais belo dos festivais nacionais e um daqueles onde a música é o mais importante. Este ano vêm cá os New Order, Patti Smith, The National, Spiritualized, Father John Misty, Suede, Mitski, Car Seat Headrest e mais gente boa.

O Sol da Caparica – 15 a 18 de agosto

Desde a primeira edição, em 2014, que Sol da Caparica aposta em cartazes feitos (sobretudo) de música em português. E o alinhamento que este ano se perfila no Parque Urbano da Costa não é excepção. São quatro dias de animação, de quinta a domingo, a piscar o olho a famílias inteiras. Entre os nomes confirmados contam-se Anselmo Ralph, Linda Martini, Carlão, Luís Represas, Boss AC ou Capitão Fausto, entre muitos outros.

EDP Vilar de Mouros – 22 a 24 de agosto

É o mais antigo festival de Verão português, ainda que tenha sido interrompido e cancelado em diversas fases. A edição deste ano volta a puxar pela nostalgia, trazendo a Portugal grupos como os Manic Street Preachers, Killing Joke, The Wedding Present, Skunk Annie, The Sisters of Mercy, The House of Love e Gang of Four. Mas o presente também se ouve aqui, pelas vozes e instrumentos de Anna Calvi ou Prophets of Rage, por exemplo.

Festival do Crato – 27 a 31 de agosto

Já podemos considerá-lo um histórico dos festivais portugueses, tendo tido a sua primeira edição em 1984. Entretanto a vida mudou, e aquilo que era um festival de vila, pequeno, para locais, abriu portas ao mundo, com um cartaz recheado de bandas portuguesas e até estrangeiras. Gavin James, Gentleman e Ivete Sangalo são alguns dos trunfos desta edição do Festival do Crato, que terá lugar entre 27 e 31 de Agosto.

1 thought on “Festivais de verão!

  1. Portugal tem bons festivais de verão é pena é durarem pouco, mas também o dinheiro não possiblita para mais dado a variedade de artistas que atuam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *