Pedro e Inês || amor no passado, presente e futuro

Inspirado na história de Pedro e Inês de Castro, o realizador António Ferreira fez chegar às salas de cinemas portuguesas o filme Pedro e Inês, adaptado a partir do romance “A Trança de Inês” de Rosa Lobato de Faria. O filme narra uma inigualável história de amor que decorre em três épocas distintas – na idade média, onde a história originalmente aconteceu; no tempo atual onde Pedro e Inês são arquitetos numa grande cidade; e num futuro distante, onde as pessoas fogem das cidades para o campo e sobrevivem com o que a natureza lhes dá.

O filme conta a história de Pedro, um homem que acaba internado num hospital psiquiátrico por andar a viajar com o cadáver da sua apaixonada, Inês, no carro. Ao mesmo tempo, este homem recorda as vidas do Infante Dom Pedro, na Idade Média; Pedro Bravo, no presente; e Pedro Rey, no futuro.

Nas três épocas, Pedro e Inês sempre se encontram e se apaixonam perdidamente, ao longo dos tempos, imortalizando a mais gloriosa história de amor portuguesa.

“…este caos que vai na minha cabeça e que tantas vezes me faz confundir o tempo com o tempo com o tempo. Viajo entre o ser e não ser, entre estar e não estar e isso, deixa-me cansado, confuso, incerto. Não tenho passado nem futuro, só tenho presente e penso que essa é a minha doença.” em A Trança de Inês de Rosa Lobato de Faria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *