Tatuagem: uma escolha para a vida!

Queres fazer uma tatuagem, mas não sabes que desenho escolher? Antes de tatuares o que quer que seja no teu corpo deves ponderar se é mesmo aquilo que queres e pensar que a tatuagem fica para a vida, parece estranho, mas um dia há alguns anos atrás fui a uma loja de tatuagens pedir informações e esclarecer dúvidas e o tatuador disse-me “o desenho que escolheres vai contigo para o caixão”. Na altura tinha 16 anos e ainda me lembro das palavras dele. Atualmente já existem tratamentos a laser para remover a tatuagem, mas isso custa dinheiro e nem todas podemos pagar.

O primeiro passo para quem se decidiu a tatuar algo no seu corpo é escolher o desenho, pois existem ínfimas opções e quando começam a ver os catálogos disponíveis nas lojas a indecisão só aumenta. Para começar a eliminar opções, queres uma tatuagem feminina, unissexo ou masculina? Procuras algo grande e atrativo, ou pequeno e discreto?

Muitas tatuagens têm um significado associado. Aqui ficam alguns exemplos:

  • Abelha: Prosperidade, Fartura
  • Anjo: Proteção, Espiritualidade
  • Borboleta: Liberdade, Mudança
  • Cereja: Doçura, Sexualidade
  • Coração: Amor, Paixão
  • Coruja: Sabedoria
  • Estrela: Sorte, Proteção
  • Fada: Inocência, Juventude
  • Flores: Beleza, Feminilidade
  • Golfinho: Superação
  • Joaninha: Felicidade, Sorte
  • Lua: Renascimento
  • Maçã: Desejo, Pecado
  • Nomes: Pode representar alguém que ama, uma homenagem a alguém que já partiu, etc.
  • Pássaro: Liberdade
  • Pimenta: Sensualidade
  • Rosa: Paixão, Romance
  • Trevo de 4 Folhas: Sorte

Outro aspeto extremamente importante é o lugar onde pretendes tatuar algo e a influência que a tatuagem pode ter numa profissão futura, porque nem todos os empregadores vêm com bons olhos pessoas que têm tatuagens.

A tatuagem não tem, necessariamente, de ter um significado. Se adoras a Minnie ou o Mickey podes tatuá-los no teu corpo, desde que estejas confiante o suficiente que daqui a 20 ou 30 anos ainda vais gostar da tua tatuagem.

A minha experiência pessoal: o desejo de fazer uma tatuagem surgiu aos 16 anos e foi nessa altura que comecei a visitar estúdios de tatuagens, ver desenhos e procurar informação, mas só fiz a tatuagem com 19 anos. Procurei um estúdio de tatuagem e disse que queria fazer uma tatuagem nas costas, indiquei o local à tatuadora e ela mostrou-me um livro com centenas de desenhos. Já sabia que queria algo discreto e não muito grande, queria tatuar uma borboleta ou uma flor, pelos significados que descrevi em cima. A escolha do desenho foi fácil (até demais) e já sabia que queria tatuar a cores. No estúdio imprimiram o desenho do tamanho que referi e passaram o mesmo para a minha pele. Depois levaram-me até um espelho para ver se era aquilo que pretendia e… disse que sim! Foi ai que começou a nascer a minha tatuagem! Deitada numa marquesa apenas ouvia o barulho o barulhinho da máquina e sentia uma ligeira impressão, mas não qualquer tipo de dor. Passado algum tempo a tatuadora diz… terminou e leva-me um espelho para a ver. Fiquei ‘in love’ com a minha nova aquisição. No estúdio comprei uma loção para desinfetar a tatuagem e um creme para hidratar, que me custaram €20, além dos €50 que paguei pela tatuagem. Mas se era para fazer tinha que fazer a cores como tanto sonhava, afinal isto sim, só se faz uma vez na vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *